Sobre a cidade de Selbach

O município de Selbach está situado na região Central do Estado do Rio Grande do Sul. Apresenta latitude de 28°, 629 e longitude de 52°, 953 e altitude média de 480 a 500 metros acima do nível do mar. Sua população segundo censo do IBGE 2010 é de 4.929 habitantes.

Superfície: 204 Km²

Limites:
Norte – Colorado
Sul – Alto Alegre e Espumoso
Leste – Tapera e Lagoa dos Três Cantos
Oeste – Ibirubá e Quinze de Novembro

Revisão da área do Município:
– Área Total: 178 Km²
– Área da Zona Urbana: 0,75 Km²
– Área da Zona Rural: 177,25 km²

Distância da Capital do Estado: 280 km

Principais Centros Urbanos da Região e suas respectivas distâncias do Município:
– Passo Fundo: 80 Km
– Cruz Alta: 60 Km
– Carazinho: 55 Km
– Santa Maria: 200 Km

ASPECTOS DA FAUNA

Embora não exista nenhum levantamento específico da fauna existente no Município de Selbach, diversas observações caminhadas na zona rural e urbana no município foram realizadas, para assim permitir relacionar alguns animais existentes, como:

Aves: Bem-te-vi, Andorinhas, Pica-pau, Quero-quero, Corujinha-do-mato, Pomba-rola-branca, João-de-barro, Rolinhos, Tesourinha, Perdiz, Pardal, Anu-preto, entre outras.

Mamíferos (do reino animal): Toupeiras, Morcegos, Roedores, Gatos, Macacos, Cavalos, Veados, Tatu, Lebre, Ouriço, Porco, Capivara, Raposa, Gambá, Cachorros, entre outras.

Peixes: Jundiá, Carpas, Cascudos, Pintado, Lambari, Peixe-rei, entre outros.
Insetos: Cigarras, Pulgões, Borboletas, Cupins, Abelhas, Formigas, Vespas, Vaga-lumes, Moscas, Mosquitos, Borrachudos, Varejeiras, Grilos, Gafanhotos, Louva-deus, Baratas, Besouros, entre outros.

Anfíbios: Sapos, Rãs, Cobra-cega, Pererecas, entre outros.

Répteis: Lagartos, Cobras, Tartarugas, Jabutis, entre outros.

Aracnídeos: Aranhas, Escorpiões, Carrapatos, Centopéias, entre outros.

ASPECTOS DA FLORA

O levantamento mostra uma intensa recuperação da floresta natural. As áreas em processo de recuperação encontram-se em fase inicial de regeneração onde predominavam espécies pioneiras como o Pinheiro, o Plátano, o Angico-Vermelho, entre ou tros. Na região onde está localizado o Município de Selbach, encontram-se formações vegetais da Floresta Ombrófila Mista, Floresta de Galeria que acompanha os cursos d’água. Hoje predominam apenas, Eucaliptos, Pitangueiras, Canelinhas, Cinamomos, Árvores Frutíferas das mais variadas, como arbustos floridos, folhagens e flores, como o amor-perfeito, boca-de-leão, cravo, entre outras.

ASPECTOS DO RELEVO

Selbach tem um relevo planaltino com ondulações suaves, sendo que toda a área é explorada, na mecanização agrícola e/ou gado leiteiro.

ASPECTOS HIDROGRÁFICOS

O município pertence à Bacia Hidrográfica do Alto Jacuí, Região Hidrográfica do Guaíba. Em resumo, os conceitos de Rio, Arroio, Sanga, entre outras mais, devem ser ordenadas segundo a posição hierárquica dos canais de escoamento de água nas suas bacias hidrográficas.
Rio: Colorado, Arroio Grande, Jacuí
Arroio: Cristal, Marmeleiro, Camboim
Lajeado: Passo da Areia
Sanga: Fuão, Santa Fé, Sanga do Padre

O Rio Colorado tem sua nascente fora dos limites territorial com os municípios de Lagoa dos Três Cantos e Tapera por aproximadamente 10 Km de extensão totalmente em área rural, sendo responsável por mais ou menos 70% da drenagem do território municipal. Seus principais efluentes são a Sanga Fuão, Arroio Cristal, Sanga Santa Fé e o Lajeado Passo da Areia. Possui importância econômica regional por possuir em seu curso a PCH da Eletrocar e por ser um dos tributários do Rio Jacuí, formador da região Hidrográfica do Rio Guaíba.

O Município de Selbach apresenta em seu subsolo a ocorrência de dois importantes aqüíferos:

– Aqüífero Serra Geral: Usado para o consumo humano industrial e agropecuário, cujas vazões variam entre 1 e 150 m³/h. A expressão regional de seu domínio em termos de superfície e profundidade, e as condições de armazenamento e circulação de água subterrânea lhe conferem propriedades hidrogeológicas distintas e de grande interesse econômico, uma vez que todos os poços tubulares fazem uso desta água.

– Aqüífero Guarani: É um aqüífero com um grande potencial inexplorado dentro dos limites do município de Selbach, confinado por uma camada de rochas da Formação Serra Geral com aproximadamente 700 metros de espessura. Suas águas são de excelente qualidade, termalizadas e a captação através de poços têm condições de oferecer vazões de um milhão de litros/hora.

– Rio Jacuí; divisa entre Selbach e Espumoso.
– Rio Colorado; divisa de Selbach e Colorado.
– Rio Arroio Grande; divisa Selbach e Ibirubá.
– Arroio Eião (Sanga do Padre); divisa Selbach e Colorado.
– Sanga Arracá e Sanga Três Passos; São Pascoal.
– Arroio Cristal e Arroio Santa Fé; Selbach.
– Arroio Camboim; São Pedro.
– Arroio Passo da Areia; Afluente do Rio Jacuí.
– Arroio Marmeleiro; Linha Floresta.

ASPECTOS CLIMÁTICOS

O clima do Município de Selbach é subtropical úmido, tendo verões quentes e invernos frios. As temperaturas podem chegar a 2° graus negativos no inverno e no verão podendo chegar a 40° graus.

Podem ocorrer também no inverno, veranicos, onde a temperatura sobe acima da média esperada para o inverno do município.

ASPECTOS ECONÔMICOS

O município de Selbach consagrou-se nos anos de 1925 a 1950, sendo conhecido como o “maravilhoso mundo da Madeira”. Posteriormente veio a criação de suínos estendendo-se a criação de gado leiteiro.

Porém a plantação de soja e trigo mudou a economia do município, tornando a agricultura mecanizada o principal meio de subsistência econômica do município ao longo dos anos. Hoje, as pequenas indústrias já fazem parte da economia do município como o comércio e as pequenas empresas.

ASPECTOS POLÍTICOS

Instalação do município: 13/05/1966

Emancipação Política Administrativa: 22/09/1965 que até então pertencia a Carazinho.

Relação de Prefeitos e seus respectivos Prefeitos:

– Senhor Beno Ely (inventor) 13/05/1966 à 31/01/1969
– Senhor Adolfo Albino Werlang 31/01/1969 à 31/01/1979
– Senhor Ilvo Aloísio Barth 31/01/1973 à 31/01/1977
– Senhor Paulo Erni Werlang 31/01/1977 à 31/01/1983
– Senhor Darci Pedro Hartman 31/01/1983 à 31/12/1988
– Senhor João Manuel Huppes 01/01/1989 à 31/12/1992
– Senhor Darcy Aloísio Ely 01/01/1993 à 31/12/1996
– Senhor Arsélio Roque Backes 01/01/1997 à 31/12/2000
– Senhor Darci Pedro Hartman 01/01/2001 à 31/12/2003
– Senhor Orvalino Antônio Kuhn 01/01/2004 à 31/12/2004
– Senhor Rudi Seger 01/01/2005 à 31/12/2008
– Senhor Rudi Seger 01/01/2009 à 31/03/2012
– Senhor Alcir Maldaner 01/04/2012 à 31/12/2012
– Senhor Sérgio Ademir Kuhn 01/01/2013 à 31/12/2016

ASPECTOS EDUCACIONAIS

A rede de ensino do município de Selbach conta com duas Escolas Estaduais, uma no Centro da cidade e outra no Distrito de Linha Floresta. A escola que se localiza na sede do município possui até o Ensino Médio e a escola de Distrito disponibiliza o Ensino Fundamental. As escolas municipais são em número de quatro: duas de Ensino Fundamental e duas de Educação Infantil, cujo atendimento se dá, também, no sistema integral (creche).

O deslocamento dos alunos da zona rural se dá através de transporte escolar, cuja frota municipal é constituída por uma Kombi e dois Microônibus, e ainda quatro Kombi e um micro-ônibus do serviço terceirizado. O transporte é gratuito e atinge desde creche ao ensino médio.

O município de Selbach não possui escolas privadas.

Secretaria de Educação, Cultura, Desporto, Lazer e Turismo

Secretária: Senhora Professora Hildegard Bock Müller

Fone: (54) 3387-1144/ 223 -92106897

Escola Municipal de Educação Infantil “A Sementinha”
Rua João Feldkircher
Fone: (54) 3387-1144/236
Diretora: Rosa Inês Schaefer

Coordenadora Pedagógica: Ângela Fátima Fiorese Eckstein

Coordenadora Pedagógica Apae: Lisete Marlise Reichert Klasmann.

Escola Municipal de Educação Infantil Nossa Senhora Maria Auxiliadora
Rua XV de Novembro
Diretora: Maria Cristina Backes Weber
Coordenadora Pedagógica: Ida Fidélis Gatermann

Escola Municipal de Ensino Fundamental Aníbal Magni
Distrito Arroio Grande
Diretora: Janice Seibel Stolte
Coordenadora Pedagógica: Núbia Cristina Sestari

Escola Municipal de Ensino Fundamental São Luís
Bela Vista – Interior
Diretora: Ligiane Cristine Plentz

Escola Estadual de Ensino Médio Adão Seger
Avenida Jacuí – 640
Fone: (54) 3387-1397 / 3387-1174
Diretora: Márcia Terezinha Ludwig do Nascimento
Vice-diretora do turno da manhã: Neusa Mª Erbes Wentz
Vice-diretora do turno da tarde: Dalila Kuhn
Vice-diretor do turno da noite: Jacó Emílio Maldaner
Coordenadora Pedagógica: Clecí Inês Fritzen Maldaner

Escola Estadual de Ensino Fundamental Frei Anselmo

Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais

Sala de Recursos – APAE

Rua VX de Novembro – 296

Presidente: Clóvis Flach

Fone: (54) 3387 – 1144 Ramal 237

Ramal 237

História de Selbach

Na época de 1897 até 1915, surgiram progressivamente os primeiros núcleos agrícolas no Município de Carazinho. Chegado em 15 de Novembro de 1889, o regime republicano, as férteis terras de Carazinho, importavam gêneros alimentícios, desde que a agricultura estava relegada a plano secundário, devido à extinção da escravatura e a implantação consequente da pecuária. A Revolução Federalista 1893 agravou a situação. A insegurança pessoal, requisição de gêneros, o arbítrio, o abandono das fazendas, tudo isso contribuiu para paralisar ainda mais a vida rural. Os latifúndios improdutivos foram vendidos pelos estancieiros a companhias colonizadoras ou a particulares.

Este último foi o caso de Selbach, cujas terras foram adquiridas em 1897, do Governo Federal, pelo Coronel Jacob Selbach Junior, este teve como procurador o Senhor Miguel Matte e como agremissor, o Senhor Leopoldo Sefrin. Desta maneira formou-se aqui o núcleo inicial de colonização em 1905.

Em pequenos lotes, no meio da floresta nativa que cobria toda a região, produziam: milho, feijão, trigo, fumo, mandioca e batatas.

Os compradores que se candidatavam a adquirir lotes do colonizador Coronel Jacob Selbach Junior, deviam preencher exigências, das quais duas eram sumamente importantes e mesmo imprescindíveis a princípio:

Ser agricultor (colono): deviam as famílias se comprometer, realmente, a iniciar o desmatamento do seu lote, e em pequenas roçadas, instalar uma agricultura rudimentar de subsistência.

Ser Católico: Como houve núcleos de colonização com discriminação religiosa, houve por bem o Coronel Selbach optar pela revenda de suas terras em lotes para colonização somente para os seus correligionários, uma vez que este era católico. Desta maneira assegurava ele, também, a instalação do núcleo social em suas glebas. Um local previamente determinado e demarcado já era destinado a servir de área para a construção da primeira capela e da primeira escola. A capela e a escola segurariam as convivências religiosas, culturais e tradicionais, conservando a população coesa.

Preferencialmente ser alemão. Na organização dos lotes ficou reservada uma área para a construção da primeira Igreja e da primeira Escola.

Em homenagem ao colonizador Coronel Jacob Selbach Junior, o nosso Município recebeu a denominação histórica e política de SELBACH. No transcurso de histórias de nossa Terra Natal já surgiram ideias referentes à mudança desta denominação histórica, mas a cada nova ideia prevaleceu à fidelidade às nossas origens. E Selbach, foi e continua sendo o nome de nosso querido Município.

EMANCIPAÇÃO

Até 1924, Selbach pertenceu ao Distrito de Boa Esperança hoje Município de Colorado, integrado o grande Município de Passo Fundo. Em 09 de agosto de 1924, houve a instalação da Sede Distrital como 9° Distrito de Passo Fundo, em 29 de Janeiro de 1931, a vila de Selbach passou a ser o 4° Distrito de Carazinho. Em 1954, Selbach passou a ser o 2° Distrito de Tapera. No dia 22 de Setembro de 1965, foi criado o Município de Selbach e em 13 de Maio de 1966 foi oficialmente instalado o Município e nomeado o seu primeiro administrador, o Senhor Benno Ely como interventor Federal.